Sonho de Uma Noite de Verão
foto retirada do site www.objetivo.br

Obra de William Shakespeare (Objetivo, 71 páginas, adaptação e apresentação Izabel de Lorenzo), uma agradável comédia com cenário dividido entre Atenas e um bosque próximo, que tem seu enredo recheado pela convivência harmoniosa entre a realidade dos homens e a fantasia dos mitos gregos e célticos.

Dois jovens que se amam e querem se casar, são impedidos pela rigidez do pai da moça – que já a havia prometido a outro rapaz – e pelas leis da cidade, em que a desobediência acarretaria na morte da moça ou no seu confinamento em um convento.

No desenrolar da história, entre o desejo de se libertar das grandes repressões sociais e viver este amor, ocorrem diversos encontros e desencontros amorosos entre outros casais, todos com divertidas intervenções dos espíritos mágicos.

Há também um grupo de artesãos que ensaiam precariamente a fim de representar uma peça para um importante casamento no palácio, onde os noivos recebem o espetáculo com consideração, pois “… às vezes a simplicidade e o silêncio dizem mais do que a eloqüência planejada…”.*

Para resolver os desencontros e trapalhadas, os elfos fazem com que todos sintam a sensação de ter tido apenas um sonho, confuso, mas com final feliz. Destes em que temos delírios febris como em uma noite bem quente de verão.

*Frase retirada do livro.

3 pensamentos em “Sonho de Uma Noite de Verão

Deixe uma resposta

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong> 

requerido