Entre os dedos colocarei meus amores imperfeitos
Tocarei aquele que acabou porque o tempo errou
Lembro que pela manhã decidi esquecer
E foi quando eu fiz minha cinza vida emudecer
Se foi vontade de Deus, vou reclamar
E culpar o resto do mundo pelo dia em que quase cansei de amar

Se te parece triste, não sejas bobo
O mesmo acontece com teu coração frágil
Digo que mais tarde percebemos
Mesmo quando o tempo erra
A gente sempre encontra quem o conserta

Deixe uma resposta

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong> 

requerido