Cinco amigos,
e todos leoninos
palmas para julho!

Como possível era sobreviver em meio às feras, ela sabia. Eles eram os favoritos do seu inverno. Sem sua licença poética ela diria que dos cinco, dois são de agosto; sem falar naqueles de maio e de novembro, mas aí seria outra poesia. Amigo bom é amigo presente, ainda que apenas no coração. Tantos leões na América do Sul é coisa rara; mas amigo também é coisa rara.

A vida é rara, e isso ela já sabia.

 

Deixe uma resposta

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong> 

requerido