Certa vez, o poeta escreveu:

“Morro de saudade longe do seu beijo
Coração não pára de acelerar
Quase a duzentos por hora batendo no peito
Cria asas querendo voar…”

Fazendo uso de uma matemática simples, constatamos que 200 batimentos por hora correspondem a aproximadamente 3,33 batimentos por minuto. Considerando como parâmetros normais 60 a 100 bpm, o diagnóstico é fácil: querido poeta, você sofre de uma grave bradicardia.

 

Deixe uma resposta

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong> 

requerido