Você sabe que dias são esses? Eles acontecem as vezes. Sabe? São aqueles dias em que você acorda, pensa em todas as coisas que vai fazer e conforme o dia vai passando o mundo vai desmoronando na sua cabeça…são os chamados dias de murphy – aquele cara idiota que disse que a tendência é que o pão caia sempre com a manteiga virada pro chão..pois é…

Eu me lembro bem daquele dia. No ano retrasado, durante a produção do trabalho de conclusão de curso eu e meus parceiros de trabalho estávamos em uma sinuca de bico: arrumar um laptop para poder fazer as pesquisas em outras faculdades. Como a responsável pelas pesquisas era eu, acabei me virando de todas as formas possíveis para facilitar meu trabalho. Até ai tudo bem, consegui o laptop e agendei uma visita lá na Casper Líbero para fazer a pesquisa. Tudo correu bem, porém eu não consegui terminar toda a pesquisa e tive que retornar no dia seguinte (pelo menos tentei).

No dia seguinte fui trabalhar linda e sorridente preparada para sair e ficar mais cinco horas na tal biblioteca fazendo a tal pesquisa..porém as coisas não estavam correndo como o planejado….(vai vendo o que aconteceu…)

Primeiro sai correndo de casa e esqueci a base para carregar o laptop – tive que comprar uma nova pra poder fazer a pesquisa…mas tudo bem, eventualidades acontecem a todo o momento. Combinei com meu chefe de sair 15 min antes do meu horário para poder chegar na biblioteca a tempo, pois na Casper há um horário limite para a chegada de visitantes. Logo quando estava descendo as escadas rolantes do Conjunto Nacional começou a cair “A CHUVA”..e óbvio eu estava sem guarda chuva…e outra..não podia deixar o laptop molhar porque se ele queimasse eu ia ter 2 problemas na mão..porém não podia ficar ali esperando a chuva passar por causa do horário.

Depois de pensar durante 30 segundos resolvi seguir meu instinto cara de pau e acabei pedindo para um rapaz muito simpático me dar uma “carona” no guarda-chuva dele. Mesmo apertando o passo do tal moço, acabei me molhando muito, mas tinha ainda 2 min para entrar na biblioteca e terminar o trabalho. O problema é que a moça da portaria não deixou mesmo eu entrar..dizendo que o horário havia terminado. Eu tentei – juro que tentei de diversas formas convencê-la que eu precisava entrar naquela biblioteca aquele dia, mas nada no mundo convenceu a tal mulher..e meu desespero estava cada vez maior. Acabei desistindo e fui para outra biblioteca, a do CCSP. (a única coisa boa é que depois deste trampo todo a chuva havia acabado)….mas

Obviamente que o trânsito não..e por conta do maledeto eu ainda estava na Paulista depois de uma hora do ocorrido acima. Desisti mais uma vez e voltei ao trabalho, achei que seria interessante aproveitar o tempo que restava da tarde para revisar a pesquisa…

O problema é que o tal laptop não ligava! De jeito nenhum..comecei a chorar..a entrar em desespero já vendo o quanto sombrio iria ser meu futuro…Crente que nada mais poderia acontecer fui embora pra casa..

Fiquei mais de 30 min esperando o ônibus, e quando ele veio estava lotado! Mas depois de tanta eventualidade…isso não me abalaria, afinal o que mais poderia acontecer? Foi ai que eu decidi procurar o meu bilhete..procurei, revirei a bolsa, abri mala, abri o laptop, revirei bolsos..nada..o tal bilhete único* havia simplesmente sumido..desaparecido. Eu falava..como assim? Meu Deus porque isso? Pra que esse castigo todo!! Sorte que sou uma pessoa bastante comunicativa e uma amiga minha estava no ônibus, me salvando naquela ocasião.

Decidi conversar com ela sobre tudo que ocorrera e ela riu muito….hoje eu também dou risada do ocorrido. Logo depois dela descer, depois de uns 3 pontos o ônibus resolveu quebrar e fiquei mais 30 min esperando outro…Cheguei em casa, tomei banho e resolvi dormir, afinal de contas..nada mais poderia ocorrer na minha cama não é mesmo?

* bilhete único é uma espécie de bilhete que carregamos na lotérica com dinheiro e passamos no validador do ônibus que cobra nossa passagem..ele é uma grande salvação aqui em SP (principalmente pra mim)

Deixe uma resposta

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong> 

requerido