No que convencionou-se chamar de Semana Binária, mais um mistério tomou conta da cidade que virou, há pouco tempo, alvo de escândalos devido às supostas aparições do pau de duas cabeças. Inexplicavelmente, em um período de sete dias, todas as mulheres da região confirmaram , após exames clínicos, que estão grávidas de gêmeos univitelinos – inclusive duas lésbicas que vivem juntas e têm união estável reconhecida legalmente.

O anúncio causou celeuma na comunidade científica, que pretende a partir de agora realizar um pré-natal mais detalhado nas 752 grávidas, que darão à luz 1.504 novos seres humanos. Um outro fato chamou a atenção dos médicos e está tirando o sono de pesquisadores: todas as gestantes estão na décima segunda semana de gravidez.

Para o padre Biel de Capadocia, as grávidas devem se apegar a Deus, alegando que somente a religião pode explicar o milagre da vida. Já o delegado, Amilka Lee, segue uma linha de investigação em que há suspeitas de crime sexual. Ele faz um apelo às gestantes:

– Estamos pedindo para que todas colaborem com a polícia, que abram suas casas aos inspetores e contem a verdade caso tenham sido vítimas de abuso. Não importa se o algoz foi um pau de uma ou de duas cabeças, o importante é denunciar.

Para Jonas Öldman, matemático da universidade local, especialista em probabilidade e física quântica, é quase impossível que o evento seja mero acaso ou capricho da natureza:

– Para que estas gestações sejam coincidentes, todos os casais daqui teriam que ter tido relação sexual em um intervalo de, pelo menos, 12 horas. A princípio, estamos trabalhando com a hipótese de contaminação da água com esperma. Ainda é cedo para estabelecermos alguma ligação com pau de duas cabeças, pois engravidar um número tão grande de mulheres e gerar gêmeos é um ato impensável até mesmo para um órgão de origem desconhecida – explica o estudioso.

Deixe uma resposta

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong> 

requerido