No rádio uma musica tão linda que me faz chorar
Aí eu lembro de alguém que era
E lembro do medo que tinha de me apaixonar
Dessas coisas do coração, de querer muito
Lembro do medo que tinha de me apaixonar…

Aí lembro da dor da separação
E das promessas perdidas
Eu nunca esqueci

E no rádio aquela voz antiga machuca o meu peito
Chama a saudade pra aliviar
Mas a saudade aperta ainda mais o peito ardido

É tarde

O sol vai se calando e saindo da minha janela
Dando espaço pra loucura da memoria, a imaginação

Já larguei o livro
Já deitei de costas
Já encaro o mesmo teto de antes
Sempre o mesmo…
E quando já é noite, eu nem escuto mais o que diz o rádio
Ou a música
Ou o teto
Fecho os olhos e finjo dormir

Amanhã eu mudo de estação

Deixe uma resposta

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong> 

requerido