Um grande copo d’água antes d’eu falar desse tempo que dizem que nunca volta, porém pára.
Pára meus pensamentos e aumenta essa minha mania de sempre calcular a finitude do que passa.
Passa pelas prateleiras das palavras vazias de um quarto escuro e do meu mundo mudo.
Muda, então, minha vida e suas lamentações, minhas dúvidas e esperas porque eu cansei.
Cansei, cansei, cansei desses dias longos sem você e, sinto muito, mas saiba que acabou.
Acabou o meu copo d’água.

Deixe uma resposta

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong> 

requerido