Cheiros, toques, viagens, lembranças
É bom saber que se tem história
É bom lembrar que se tem memória
Perdidas pela casa afora

Os sentidos se aguçam em busca de mais
Em busca de sentimentos pessoais
Daqueles que dividem este lar

E o encontrado é o comum
O que já sabia, mas não lembrava
O que não entendia e ninguém explicava
O que era rotina e virou saudade

Deixe uma resposta

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong> 

requerido