Julho chegou e com ele as férias escolares. Muita gente aproveita o período para descansar também. Você já pensou no que vai fazer?

Pra começar, dê uma passada no site do Ministério do Turismo, que permanece com a campanha promovendo o turismo doméstico. Parece incrível, mas nosso país tem cantos e recantos maravilhosos e ainda pouco explorados, como as praias fluviais do rio Tapajós, em Santarém – PA. Eu fiquei morrendo de inveja de quem poderá usufruir desse nosso pedacinho de Alter do Chão.

Pra quem mora no Rio de Janeiro, eu sugiro uma passada longa noPlanetário. São tantas possibilidades que um dia será pouco. Além disso, é possível comemorar seu aniversários lá! Com a chamada “aqui a maior estrela será você”, fica difícil resistir. Certamente Bilac teria curtido a ideia. Aproveite pra curtir também o Cristo Redentor, que já teve sua restauração terminada. Visitar a cidade maravilhosa e não passar pelo Cristo Redentor é como torcer pelo Flamengo e não ir ao Maracanã em dia de jogo.

Há quem não pense em descansar nas férias. Como é possível? Sim, é a melhor época para estudantes realizarem atividades extras, como o intercâmbio. Várias oportunidades de estágios são oferecidas nesse período, principalmente em grandes empresas. Nesse caso, o descanso pode ficar pra depois.

O incrível mesmo é que tem gente que reserva esse tempinho para ajudar ao próximo. Programas de voluntariado internacional são uma ótima opção. Temas como a preservação ambiental, a educação e a saúde são as escolhas favoritas dos que se aventuram nesse tipo de atividade que une lazer à colaboração.

Eu não estarei de férias em julho, mas isso não será problema. Pequenas viagens, passeios gratuitos, pra quem está com a grana curta ou simplesmente tem escorpiões nos bolsos, e até uma visitinha aos amigos que não vemos há algum tempo, combinam muito bem com esse clima de meio do ano. O importante é aproveitar a vida da melhor maneira que nos compete fazê-lo, mas principalmente, com muito estilo. Seja no exterior ou jogando sueca com o vizinho.