Bolo de Chocolate

Quando os espanhóis aportaram em terras americanas, descobriram que alguns dos povos que ali viviam tinham por costume em seus rituais usufruir uma bebida amarga feita de um fruto estranho: o cacau.

Resolveram, então, levar o costume para a Europa, adicionando, contudo, o açúcar para tornar a bebida mais aprazível a seus paladares. Mais tarde os suíços adicionaram o leite e a mistura cremosa foi evoluindo para o que hoje conhecemos como chocolate.

O chocolate já foi condenado: muita gordura, muito açúcar e poucos nutrientes. Era a perdição de quem estava de dieta, a salvação de que sofria por amor, o presente romântico ideal. Hoje, após diversos estudos mundo afora, reconhece-se que estavam certos os astecas e afins: o ideal é consumir o chocolate com maior teor de cacau e menos gordura vegetal hidrogenada. São os conhecidos chocolates amargos.

Esses alimentos são ricos em flavonóides e anti-oxidantes, o que contribuem para a manutenção das células.

Caíram, também, os mitos de que o chocolate é responsável pelo aparecimento de espinhas. Eco isso surgiram os tratamentos estéticos a base de chocolate. São máscaras faciais, massagens corporais e até mesmo produtos capilares. Difícil é resistir à tentação de comer os produtos, já que o aroma marcante do chocolate nos impregna.

Vício

O chocolate, é claro, deve ser consumido com moderação. Uma vez que este não é feito somente de bons elementos, e contém substâncias que podem causar dependência. O perigo, então, não está necessariamente no excesso dessas substâncias, mas novamente, no excesso de gordura e açúcar que acaba-se por consumir junto. Uma recomendação é: coma bons chocolates! Leia sempre o rótulo e escolha pela menor quantidade de gordura vegetal hidrogenada (de preferência escolha aquele que não tiver este tipo de gordura) e maior concentração de cacau. Assim você poderá dizer que está consumindo um alimento saudável, quando te apontarem a questão: “mas você não estava de dieta?”

Receita: Brigadeiro

É óbvio que todo brasileiro deve saber fazer brigadeiro, principalmente se for pra comer de colher e não precisar acertar o ponto de enrolar, não é mesmo? Pois existem alternativas que podem deixar seu brigadeiro ainda saboroso, porém menos calórico e mais saudável: as substituições.

1 lata de leite condensado – 1 lata de leite condensado desnatado

4 colheres de sopa de achocolatado ou chocolate em pó – 4 colheres de sopa de cacau em pó sem açúcar

1 colher de sopa de manteiga – 1 colher de sopa de manteiga light (aquela que é menos gordurosa)

É só jogar tudo na panela, em fogo brando,misturar até começar a soltar do fundo da panela, esperar esfriar e se deliciar. Mas lembre-se de dividir o prato de brigadeiro com alguém, para não bater aquela culpa depois. Bon Apetit!

 

Deixe uma resposta

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong> 

requerido